Chegou fevereiro, e com ele vem o nosso super incrível mega pomposo post sobre as tecnologias backend mais utilizadas por aqui nas redondezas

Yep!

Atualmente, no Brasil, Java e .Net continuam tendo muita força no mercado de trabalho, mas cada vez mais vemos vagas para desenvolvedores Python e Node.js.

Qualquer uma dessas opções vai te garantir um emprego, no entanto, na maioria dos casos, Java e .Net são utilizados mais no mundo corporativo, grandes empresas, enquanto Python e Node.js são preferidos em startups e empresas com ciclos de desenvolvimento mais dinâmicos.

Vale lembrar que cada linguagem tem seus prós e contras, então antes de escolher alguma pondere sobre qual se alinha mais com suas expectativas.

Mas não é só de linguagens de programação que é feita a vida de um programador, então vamos dar uma olhada no que você deve dar uma estudada pra se destacar na hora de conseguir aquele emprego bacana pra chegar ganhando 10k

“Cadê a lista das coisas que preciso aprender diacho?”
  • Banco de dados relacional

Apesar de toda a hype envolvendo alguns tipos de banco de dados que eram pouco utilizados a tempos atrás, como Document, Graphs, TimeSeries, entre outros, é essencial conhecer bem a linguagem SQL e se virar bem com algum banco de dados específico.

No mundo Java, um dos bancos de dados relacionais mais predominantes é Oracle. Já para quem prefere .Net, SQL Server anda de mãos dadas. Pro pessoal que mexe com Node/Python, as opções ficam em aberto, mas geralmente tendem a ser MySQL ou PostgreSQL.

  • Banco de dados não relacional

Os bancos de dados não relacionais ganharam muito espaço nos últimos anos, e a grande maioria das empresas que desenvolvem software utilizam algum tipo.

Um dos mais utilizados e bem aceitos é o MongoDB, um banco de dados orientado à documentos, que não força uma estrutura pré-definida à seus dados.

> De novo, não se esqueça de entender qual opção é a melhor para a sua aplicação.

  • APIs Rest

As APIs continuam, e vão continuar sendo, as formas mais comuns de trafegar dados em aplicações web, portanto é bom entender como funcionam e saber criar uma do zero sempre que precisar. Procure quais os frameworks rest mais populares para a linguagem de programação que você escolheu, saiba a diferença entre eles e escolha um como o seu “go to” na hora de criar sua API.

  • Docker

Quem ai se lembra como é subir uma VM? É lento, pesado, demora pra startar é uma desgraça.

Felizmente os containers vieram pra nos salvar, e o Docker é o padrão de mercado no assunto atualmente, tanto na hora do desenvolvimento quanto na hora de jogar o sistema em produção, então domine o assunto, com certeza vai te ajudar!

No fim do dia, saber essas tecnologias podem te ajudar muito na hora de conseguir aquele emprego bacanudo, mas se lembre de ter uma boa base, saber coisas como TDD, SOLID, DDD, entre várias outras siglas importantes desse mundo de desenvolvimento de software :)

Lembrando que a lista completa com essas tecnologias e alternativas você encontra no Developer’s Roadmap.

Não esquece de seguir a Boomers lá no Instagram e no Linkedin.

E como conclusão dessa série de posts, deixamos essa imagem: